Archive for outubro \02\UTC 2008

Musíme Si Pomáhat / Heroí Acidental (2000)

outubro 2, 2008

Heroí Acidental é talvez o melhor filme da República Tcheca nos últimos tempos.

A trama: em uma pequena cidade, um casal tcheco, Josef e Marie, esconde um antigo vizinho judeu, fugido de um campo de concentração.

Bem… parando por ai, as coisas já se encontrariam muito complicadas para os dois. Entretanto, não é somente isso. Para complicar ainda mais as coisas, um colaborador nazista, Horts, volta e meia aparece para “dar em cima” de Marie. Em certo momento, rancoroso por ser rejeitado, ele diz que vai tentar fazer uma creche na residência do casal. Para escapar disso, é inventado que Marie encontra-se grávida. Até aí tudo bem, há não ser pelo fato de Josef ser estéril. Dessa forma, eles então vão ter que apelar para alguém engravidar Marie. Mas quem seria essa “pessoa de confiança”?

Heroí Acidental foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, além de ter sido premiado em vários festivais ao redor do mundo como os de Portland, Vancouver e Sydney.

Anúncios

Kolya / Kolya : uma lição de amor (1996)

outubro 2, 2008

Um filme da República Tcheca! Conhece algum? Não? Pois olha, esse que vou falar não é qualquer um. Afinal, ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 1997, e é considerado uma das melhores produções, dos últimos 20 anos, de todo o Leste Europeu.

A história? Bem, a história é a seguinte: um músico de meia-idade aceita ajudar uma jovem mãe russa que precisa se regularizar burocraticamente na Tchecoslováquia. Mais especificamente, ela precisa de um marido. Todavia, devido a alguns problemas, a mãe termina por fugir e deixar o filho, Kolja (Andrei Chalimon em ótima atuação aos 5 anos de idade), com o senhor Frantisek Louka, seu “esposo postiço”. Com o tempo, o que parecia uma pedra no sapato do violinista, começa a se revelar em uma grande relação de amor e amizade. Tanto que o nome do filme em português é: Kolya: uma lição de amor.

O episódio acontece em plena “Primavera de Praga”, com os tanques soviéticos invadindo a capital tcheca. Por isso, a produção tem como um dos seus trunfos mostrar os conflitos entre esses dois povos na época.

Kolya é imperdível!

Jalla! Jalla! (2000)

outubro 2, 2008

Na Suécia, Rodo é um jovem, de origem libanesa, que é apaixonado por sua namorada sueca. Todavia, sua família faz pressão para que ele se case com uma jovem libanesa que lhe está prometida. Por outro lado, seu melhor amigo, Mäns, também está tendo problemas com sua namorada. Só que os problemas são de outro tipo, totalmente diferentes dos de Rodo…

Jalla!Jalla! é um filme bem divertido.

Italiensk for Begyndere / Italiano Para Principiantes (2000)

outubro 2, 2008

Mais um filme do movimento Dogma 95.

Essa produção dinamarquesa, bem leve e simples (não poderia deixar de ser… caso contrário, não seria enquadrado nesse movimento fundado por Von Trier), retrata vários personagens, de uma pequena cidade, que se encontram para ter aulas de italiano.

Temos então os mais variados tipos de seres humanos, como um jovem pastor, que vem para substituir o antigo pastor da igreja local, um homem de meia idade, meio encalhado em sua vida afetiva, uma mulher já chegando nos 30, que ainda é dominada pelo pai, etc. Todos se relacionando, em vários níveis, e alguns terminam por formar casais.

Ao assistir Italiano Para Principiantes você nem vai ver o tempo passar. O filme foi premiado em vários festivais internacionais de cinema.

Roma / Roma de Fellini (1972)

outubro 1, 2008

Esse filme não é chato!

Simplesmente, Fellini retrata, de sua maneira, a capital italiana.

Entre outras coisas, ele mostra as descobertas arqueológicas que acontecem cotidianamente na cidade, quando se fazem as obras de infra-estrutura ou as construções civis (Não podia ser diferente em uma cidade com tão rico passado cultural e político). Inclusive, retrata a importância desse passado para a cidade. Também coloca o jovem que vem do interior para a cidade grande (Roma encontra-se entras as cinco maiores cidades da Itália) e, como não podia deixar de ser, aparecem os belos restaurantes ao ar-livre e, é claro, juntos com a “bagunça” inexoravelmente italiana.

Acabou? Ah… ia me esquecendo (não podia deixar de colocar!), Frederico (intimidade… e ainda aportuguesando…) retrata a importância do futebol para a cidade. Em uma cena que mostra os torcedores do grande Napoli chegando para uma assistir a uma partida do seu time na cidade. Para quem é ignorante, em termos futebolísticos, Roma comporta dois dos maiores times nacionais: Roma e Lazio. Porém, todos sabemos que o melhor é o “imortal” Lazio! Com o seu belíssimo uniforme celeste. Irreducible!!! Ultras – Sur!!!

Bem, voltando ao assunto, é bem legal assistir Roma de Fellini. Recomendado!

Cenas Memoráveis (La Doce Vita / A Doce Vida – 1959)

outubro 1, 2008

A linda ex-miss sueca Anita Eckberg dançando na Fontana di Trevi, um dos pontos turísticos mais belos da cidade de Roma, e acompanhada de perto por Mastroianni.

A cena é uma das mais memoráveis do cinema italiano. Talvez do cinema mundial, já que estamos falando de uma das maiores obras de Federico Fellini e de um clássico do cinema neo-realista “da bota”.

A Doce Vida ganhou a Palma de Ouro em 1960.