How Green Was My Valley / Como era Verde o Meu Vale (1941)

Como esse filme tirou o Oscar de Cidadão Kane? Foi uma das maiores injustiças do cinema? Não, sinceramente, acho que não. Quem tiver assistido Como era Verde o Meu Vale vai apreciar um excelente trabalho do diretor John Ford (embora não possamos tirar o peso que Cidadão Kane tinha do ponto de vista de uma obra revolucionário até então).

A história, contada sobre a ótica de um menino, membro de uma família de mineiros em Gales, é narrada com uma sensibilidade que dificilmente se encontra em outras produções do gênero. Pois o filme nos consegue levar (profundamente!) para dentro dos dramas enfrentados pelo pequeno Huw (Roddy McDowall) e sua família, dependentes de uma decadente mina de carvão.

Entre as melhores parte, eu escolho uma que Huw, mesmo depois de receber um diploma de graduação (feito que nenhum membro de sua família tinha alcançado), se recusa a continuar nos estudos (contra a vontade de seu pai) e vai, seguindo o mesmo caminho dos seus irmãos, trabalhar na mina. Outra parte ótima acontece quando o pastor da localidade (um homem honesto e honrado) se defende das calúnias sobre um romance entre ele e a irmã de Huw, que era casada.

Como era Verde o Meu Vale é um drama excelente. Por isso, acredito que se houve injustiça na noite do Oscar de 1941, ela não foi tão grande como alguns colocam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: