Archive for setembro \29\UTC 2008

El Cid (1961)

setembro 29, 2008

Charlton Heston e a linda Sophia Loren se encontram nesse ótimo filme épico de Anthony Mann (O Homem do Oeste, 1958; Música e Lágrimas, 1954), que ainda conta com a trilha sonora do grande Miklós Rózsa (Ben–Hur, 1959).

El Cid narra a história de um legendário guerreiro cristão que se notabilizou pelas suas lutas na Península Ibérica contra os mouros. Entre as maiores conquistas de Rodrigo Díaz de Vivar está tomada de Valência em 1094.

O filme foi bem recebido pela crítica e hoje é considerado um clássico do gênero épico. Por curiosidade, é um dos filmes preferidos de Martin Scorcese.

Mediterraneo / Mediterrâneo (1991)

setembro 27, 2008

Mediterrâneo conta a história de um grupo de soldados italianos que são enviados para uma pequena ilha grega durante a Segunda Guerra Mundial. Todavia, com o passar do tempo, os soldados acabam por se adaptar a vida na pequena comunidade e  se esquecer do que acontece fora de lá.

Esse belo filme italiano ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1992.

(DEUTSCH)

Mediterraneo erzählt die Geschichte der einen Gruppe von italienischen Soldaten, die nach langer Zeit Zweiten Weltkriegs zu einer kleinen griechische Insel geschickt werden. Trotz des Krieges passen sie sich dem Lebensstil der Gemeinschaft an und vergessen sogar, dass sie in einem Krieg sind.

In 1992, hat dieser schöne Film den Preis des besten fremdsprachigen Film gewonnen.

Mamma Mia! (2008)

setembro 27, 2008

            Muito bom!

Mamma Mia! é uma adaptação cinematográfica de um musical, lançado em abril de 1999, que teve muito sucesso (quer dizer, ainda faz muito sucesso) e foi escrito pelos antigos compositores do ABBA, Benny Andresson e Björn Ulvaues.

Como não podia deixar de ser, o filme encontra-se recheado com clássicos do grupo sueco como  “The Winner Takes It All”, “Dancing Queen”, “Gimme! Gimme! Gimme! (A Man After Midnight)”, “S.O.S.” e, certamente, “Mamma Mia”.

O elenco, como se não bastasse, conta com a sempre ótima Meryl Streep, o ex-James Bond Pierce Brosnan, que não é lá muito bom cantor (mas nada que prejudique o filme), o marido da Bridget Jones, Colin Firth, e Amanda Seyfried, da nova geração de Hollywood.

A história: na pequena ilha grega de Kalokairi, Sophie (Seyfried) está prestes a se casar e, sem saber quem é seu pai, envia convites de do casamento para três ex-namorados (amantes talvez seja melhor) de sua mãe. Eles então viajam para a ilha dispostos a reencontrar Donna (Meryl Streep), mãe de Sophie. Ao saber da presença desses, Donna é surpreendida e passa pro várias situações inusitadas.

Todas as pessoas que me disseram que viram gostaram. Inclusive as que assistiram junto comigo.

Pocketful of Miracles / Dama por uma Dia (1961)

setembro 27, 2008

Dama por uma dia (Pocketful of Miracles) é a regravação de outro filme de Capra, A Dama por um Dia (Lady for a Day, 1933) (nomes bem similares… mas não iguais).

Na história, a inesquecível Bette Davis é uma pobre vendedora de maçãs. Ela então tem uma filha, que não convive há muito tempo, pois essa é criada em um convento na Espanha. Sua comunicação se passa através de cartas, nas quais Davis coloca ser uma rica e feliz dama da alta sociedade que não pode visitar sua cria por causa de problemas de saúde.

Todavia, um belo dia, sua filha escreve dizendo que se apaixonou pelo filho de um aristocrata e que, junto com esse e o pai desse, vai visitar Davis em Nova Iorque.

Quando tudo então parece perdido, a pobre vendedora recebe a ajuda de um rico gângster que acredita que as maçãs que Davis lhe vende dão sorte.

O desenrolar da história para manter-se as farsas é muito engraçado, uma verdadeira comédia. Porém, o que critico (vou logo adiantar) é que a farsa consegue ser mantida até o fim do filme. Com a filha, o noivo e o sogro voltando felizes para a Espanha sem descobrir a verdadeira identidade de Bette Davis. Por isso, acho que talvez o roteiro de Capra peque um pouco no final (já que ele é tão bom em dar lições de decência).

Todavia, isso não tira o brilho dos outros 137 minutos. Talvez o que queira se passar é que as vezes uma mentira, que não prejudique ninguém, pelo contrário, ajude na felicidade de alguém, pode ser melhor do que a honestidade pura.

Se bem que esse limiar, todos sabemos, é bem difícil de medir…

Butch Cassidy and the Sundance Kid / Butch Cassidy (1969)

setembro 27, 2008

A nona maior arrecadação dos anos 60 (lembrando que durante essa década tivemos Lawrence, Jivago, a Noviça, etc.)!

Butch Cassidy é um tipo de comédia-western. É bem legal! Principalmente, devido a atuação de Redford (Sundance Kid). As partes engraçadas da trama acontecem, na maioria das vezes, através das respostas sarcásticas dele para as surpresas e idéias de seu atrapalhado companheiro, Paul Newman (Butch Cassidy), que também tem uma boa atuação.

Hello, Dolly! / Alô Dolly! (1969)

setembro 25, 2008

Um dos melhores musicais de todos os tempos, Alô Dolly! foi dirigido por ninguém menos que Gene Kelly (mais especialista impossível!) e conta no elenco com Babra Streisand e Walter Mathau.

As cenas de dança são muito bem feitas ao longo do filme, mas as coreografias mais impressionantes se dão no restaurante Harmonia Gardens com os garçons, junto com Streisand e acreditem… Louis Armstrong, cantando a música-tema “Hello, Dolly!”.

O filme ganhou três Oscars nos critérios técnicos de Melhor Som, Melhor Direção de Arte e Melhor Trilha Sonora em Musicais, sendo ainda indicado para Melhor Filme, Melhor Fotografia, Melhor Edição e Melhor Figurino.

Bem, aqui podemos apresentar uma ótima refilmagem. Afinal, Alô, Dolly! é uma regravação de A Mercadoria de Felicidade, 1958, com Shirley McLaine.

Los Chicos De La Guerra (1984)

setembro 25, 2008

Retrata a vida de três jovens argentinos distintos (classe social e personalidade) antes e depois da participação desses na Guerra das Malvinas. O filme aponta principalmente para os estragos causados na vida dos milhares de jovens soldados que participaram dessa loucura da ditadura argentina.

Para se ter uma idéia, até os dias atuais, são pontuados problemas psicológicos nos veteranos das Malvinas, ou melhor, Falklands (apesar das reclamações argentinas, as ilhas ainda pertencem ao Reino Unido).

The Italian Job / Um Golpe à Italiana (1969)

setembro 25, 2008

Para variar, esse filme (o original) é muito superior a refilmagem, sendo mais bem feito, divertido, emocionante e contando com uma trilha sonora mais marcante. Por isso, Um Golpe à Italiana é muito melhor do que Uma Saída de Mestre.

Ai é que eu digo: “sou muito mais Caine, do que Wahlberg e Theron juntos”. O ator britânico e os outros personagens do original, que tentam um arrojado golpe na cidade italiana de Torino (Turim, em português), são mais sofisticados e interessantes. Em geral, dão mais personalidade ao filme original.

Um Golpe à Italiana é imperdível!

Cenas Memoráveis (The Ten Commandments / Os 10 Mandamentos – 1956)

setembro 25, 2008

Charlton Heston, Cecil. B. DeMille e um filme épico: Os 10 Mandamentos. Ainda encontra-se presente a trilha sonora de Elmer Bernstein.

A cena mais bonita da produção é também uma das mais marcantes na história da sétima arte. Quem não se lembra da parte que Moisés (Heston) abre o Mar Vermelho? Eu me lembro! Nem precisa ter visto o filme em si. Essa cena já passou inúmeras vezes por fora.

É importante colocar que essa dupla ainda foi responsável por outros importantes filmes como Ben Hur (um recordista de estatuetas!) e O Maior Espetáculo da Terra.

La Mortadella / Mortadela (1971)

setembro 25, 2008

Da para acreditar que uma mulher fique presa no aeroporto, sem poder entrar no país, pelo fato de carregar consigo certa quantidade de mortadela?

Bem, isso acontece em um filme do Mario Monicelli, o gênio da comédia italiana.  A obra se chama Mortadela (não podia ser diferente!) e conta no elenco com a linda napolitana Sophia Loren. Além disso, tem uma participação especial de Danny de Vito.

Não está entre os maiores trabalhos desse diretor italiano, mas vale a pena assistir.